segunda-feira, 3 de novembro de 2014

Geri's Game



1 comentário:

  1. Após visionar a curta metragem apresentada em aula, fiquei com uma sensação de que esta terá diversas mensagens importantes a transmitir. O episódio é deveras estranho, mas após refletir nele, vejo que é bem objetivo.
    Para começar, o idoso chega ao jardim, senta-se e monta o seu jogo de xadrez. Para meu espanto começa a jogar sozinho. Joga as peças brancas, levanta-se, senta-se do outro lado da mesa e joga as peças pretas. Talvez preferisse jogar com as peças pretas, talvez preferisse jogar contra o sol... nada disso! Ele continua a trocar de lugar e a jogar... contra si mesmo! Com isto põe-se a mensagem "Mais vale sozinho que mal acompanhado", é esta a primeira grande lição transmitida.
    De seguida, o plano apresenta o mesmo idoso sentado nas duas cadeiras com ações completamente distintas. O que se senta a jogar com as peças brancas mostra-se pensativo, dono de uma grande sabedoria. Já o outro jogador opta por uma face de um jogador de poker, com muito "bluff" e super atacante, sempre a rir-se. A certa altura, quando o jogo está a favor deste idoso que joga com as peças pretas e apenas lhe falta "comer" uma peça adversária, o sabedor finge ter um ataque de coração, deixando o outro preocupado. Ao recuperar do suposto ataque, vira o tabuleiro sem que o jogador das "pretas" repare... com isto, acaba por vencer o jogo e ganha o que tinham apostado, uma bela dentadura, ficando assim o jogador sabedor a rir-se do seu colega. Aqui existem duas valentes lições de moral: primeira, o último a rir-se é o que ri melhor; por fim, tudo na vida se pode mudar, para melhor!
    Será a vida um jogo?

    ResponderEliminar